TOC

Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)

O Transtorno Obsessivo Compulsivo é um dos diversos tipos de transtornos de ansiedade que hoje atinge quase 3% da população mundial. É um transtorno psiquiátrico marcado pela presença de obsessões e compulsões. Muitas vezes, é confundido com uma mania ou um capricho. Contudo, é um distúrbio mental que carrega um sofrimento psíquico com alto potencial incapacitante. O TOC pode ter caráter crônico. Ao longo da vida, os sintomas podem aumentar ou diminuir de intensidade. Por isso, leva-se em média até 9 anos para conseguir estabelecer o diagnóstico adequado. A falta de tratamento interfere em todas as relações sociais do paciente e abre precedente para o desenvolvimento de outros transtornos psiquiátricos, como depressão.

Obsessões e compulsões

As obsessões são caracterizadas por pensamentos constantes e intensos que dominam a mente de forma descontrolada, ocasionando ansiedade excessiva. Para suprimir essas ideias, a pessoa tenta ignorá-los através de novos pensamentos ou realizando alguma ação (compulsão). As compulsões são os comportamentos ritualísticos que o paciente desenvolve em virtude das obsessões. A pessoa tem consciência de que esses rituais são sem sentido. Entretanto, a prática dos rituais tem a capacidade de cessar o sofrimento causado por aqueles pensamentos obsessivos. Para exemplificar, alguma das obsessões mais comuns são:
  • Contaminação (obsessões de ser contaminado com germes ou doenças);
  • Medo de perder o controle e se ferir, ferir alguém que ama ou fazer algo terrível;
  • Dúvidas obsessivas (p.ex., se trancou a porta, se falou algo errado, se desligou o fogão, se tem uma doença grave, se é homossexual);
  • Imagens na cabeça de cenas violentas ou horrendas;
  • Pensamentos ruminativos de que fez algo terrível ou que algo terrível irá acontecer.
Algumas compulsões comuns:
  • Se lavar o tempo todo e não encostar em outras pessoas;
  • Arrumar os objetos de forma que sigam um alinhamento simétrico;
  • Guardar objetos sem utilidade (colecionismo);
  • Verificar repetidamente as coisas para eliminar as dúvidas obsessivas;
  • Rezar compulsivamente;
  • Contar compulsivamente.
Os sintomas obsessivos e compulsivos são tão variados que seria impossível fazer uma lista de todos eles. Na maioria das vezes, os sinais começam a surgir na infância e adolescência, mas podem aparecer em  qualquer idade.

Sinais do TOC

A pessoa com transtorno obsessivo compulsivo desenvolve alguns rituais que se repetem sempre diante de uma ou várias situações específicas. Muitas vezes, eles só concluem uma atividade se conseguirem executar o ritual. Quando as compulsões são logicamente ligadas às obsessões, fica fácil notar a manifestação do problema. Porém, quando não estão relacionadas de forma evidente, fica mais difícil para alguém, que não o próprio paciente, identificar. Isso ocorre, por exemplo, quando a pessoa precisa contar até um determinado número para sair do banho. Alguns sinais são mais comuns, entre eles podemos citar:
  • Mania exagerada de limpeza e higiene pessoal;
  • Problemas para pronunciar algumas palavras (medo de dizer determinadas palavras, como “morte”, por exemplo);
  • Problemas para se decidir (indecisão paralisante) em alguma situação por forte receio de que algo ruim vai acontecer se fizer a escolha errada;
  • Preocupação excessiva com simetria;
  • Mania de organização fora dos padrões;
  • Pensamentos negativos e agressivos relacionados com mortes e acidentes;
  • Pensamentos repetitivos de cunho sexual ou religiosos.
No transtorno obsessivo compulsivo as obsessões e compulsões são pessoais e, muitas vezes, o paciente vai manifestá-las de uma forma única e exclusiva, o que torna o diagnóstico mais difícil e deve ser feito por profissional experiente. Fique atento caso perceba pessoas próximas obedecendo rituais sem sentido para realizar alguma atividade. O TOC tem tratamento e precisa de um acompanhamento psiquiátrico. O tratamento envolve medicações, aconselhamento familiar e psicoterapia cognitivo-comportamental. Em nossa clínica usamos a Estimulação Magnética Transcraniana, uma nova ferramenta, para casos graves que não respondem aos medicamentos.
Powered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp